logo_SCBA-cabecalho
logo_SCBA-cabecalho
Faltam 0 dias e 5 horas
iconefaceiconeutubeinonelinkedin iconeflickr
X

COMPRE SEU INGRESSO AGORA!
Não perca o mais importante evento de smart cities na América Latina. São as últimas vagas.

COMPRAR

Painel com representantes da Microsoft e IBM mostra que os avanços tecnológicos prometem interações mais simples e facilidades para a população

A IBM e a Microsoft têm feito pesquisas e investimentos na área de inteligência artificial e cognitiva. No painel “Inteligência Cognitiva, aonde ela vai nos levar? ”, os representantes de cada empresa mostraram como podem ser usadas e as vantagens que a população pode ter com esses avanços tecnológicos.

Pela Microsoft, Luiz Sérgio Pires apresenta que a inteligência cognitiva permite que a máquina compreenda o mundo físico, raciocine e apoie decisões. Existem três aplicações principais para a inteligência cognitiva: o trânsito inteligente permite que sejam detectadas colisões, engarrafamentos, veículos na contramão, nevoeiro, entre outras situações. Já na segurança pública é possível que sejam detectados rostos cobertos, armas, vandalismo, invasões, etc. O último, saúde cognitiva, é aplicado em hospitais e pode perceber se pacientes não se sentem bem, localizar uma cadeira de rodas, acionar enfermeiras quando necessário.

Já Ulisses Mello, da IBM Reaserch, destacou que precisamos da computação cognitiva pois os dados crescem exponencialmente e isso demanda novas tecnologias e estratégias. A abordagem que trazem é a nova parceria entre humanos e tecnologia. Nas cidades inteligentes, isso permite que a empresa inove através dos serviços para conhecer e ultrapassar as expectativas dos cidadãos. Utilizado em várias áreas, como saúde, educação e compreensão visual, essa tecnologia pode ser usada para melhorar também a segurança do cidadão.