logo_smart
iconefaceiconeutubeinonelinkedin iconeflickr
 
 
 
Categorias: Governança e economia.
FacebookTwitterWhatsAppLinkedInCopy LinkPrintShare

Chamada de Fundo de Coinvestimento Anjo, iniciativa será focada em empresas de TI, Cidades Inteligentes, biotecnologia, economia criativa, saúde, entre outras.

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) anunciou um novo fundo específico para startups brasileiras.

Chamada de Fundo de Coinvestimento Anjo, a iniciativa apoiará startups que atuem principalmente nos setores de Agronegócios, Biotecnologia, Cidades Inteligentes, Economia Criativa, Nanotecnologia, Novos Materiais, Saúde e Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC).

Para isso, o banco lançou um edital que visa apoiar novas empresas brasileiras “inovadoras e com alto potencial de crescimento”, conforme afirma o site do órgão. As inscrições já estão abertas e podem ser realizadas até o próximo dia 12 de janeiro – saiba mais por esse link: www.bndes.gov.br/fundoanjo.

O novo fundo de investimento para startups do BNDES terá duração de 10 anos, sendo que a primeira metade desse período é referente ao período de investimentos.

Valores

O patrimônio comprometido pelo Fundo de Coinvestimento está estimado em 100 milhões de reais. Cerca de 40 milhões de reais será levantado pelo BNDESPAR, enquanto que o restante dos recursos serão captados com outros investidores.

Cada empresa selecionada poderá receber até 500 mil reais, desde que haja investimento conjunto, na mesma proporção, de um investidor-anjo e/ou aceleradora.

Por IDG Now!

 
 

BNDES lança fundo de R$100 milhões para startups brasileiras

FacebookTwitterWhatsAppLinkedInCopy LinkPrintShare

Chamada de Fundo de Coinvestimento Anjo, iniciativa será focada em empresas de TI, Cidades Inteligentes, biotecnologia, economia criativa, saúde, entre outras.

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) anunciou um novo fundo específico para startups brasileiras.

Chamada de Fundo de Coinvestimento Anjo, a iniciativa apoiará startups que atuem principalmente nos setores de Agronegócios, Biotecnologia, Cidades Inteligentes, Economia Criativa, Nanotecnologia, Novos Materiais, Saúde e Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC).

Para isso, o banco lançou um edital que visa apoiar novas empresas brasileiras “inovadoras e com alto potencial de crescimento”, conforme afirma o site do órgão. As inscrições já estão abertas e podem ser realizadas até o próximo dia 12 de janeiro – saiba mais por esse link: www.bndes.gov.br/fundoanjo.

O novo fundo de investimento para startups do BNDES terá duração de 10 anos, sendo que a primeira metade desse período é referente ao período de investimentos.

Valores

O patrimônio comprometido pelo Fundo de Coinvestimento está estimado em 100 milhões de reais. Cerca de 40 milhões de reais será levantado pelo BNDESPAR, enquanto que o restante dos recursos serão captados com outros investidores.

Cada empresa selecionada poderá receber até 500 mil reais, desde que haja investimento conjunto, na mesma proporção, de um investidor-anjo e/ou aceleradora.

Por IDG Now!

Categorias: Governança e economia.
 

Leia também