logo_smart
iconefaceiconeutubeinonelinkedin iconeflickr
 
 
 
Categorias: Resiliência e Segurança.
FacebookTwitterWhatsAppLinkedInCopy LinkPrintShare
maceió - iluminação - segurança - furto de cabos - prejuízo furto de cabos

Já foram feitas 17 reposições só este ano. Imagem: Wikimedia Commons

 

A iluminação pública tem se tornado cada vez mais essencial para a população. Além de proporcionar uma sensação de segurança para quem caminha durante a noite, ela ajuda a prevenir acidentes de trânsito, além de deixar a cidade mais bonita. Entretanto, a cidade de Maceió, em Alagoas, atravessa um período obscuro com relação a esse assunto.

Desde o início deste ano, o furto de cabos na capital alagoana já rendeu um prejuízo de mais R$ 390 mil. Foram registradas 17 reposições de cabos devido a furtos ou por terem sido danificados e, de acordo com a Superintendência Municipal de Energia e Iluminação Pública (Sima), o valor acumulado para o ano já é de R$ 391.134,00.

Infelizmente, o município se encontra em uma situação delicada, devido as metragens dos cabos furtados, que variam de 120 metros até 2.560 metros.

furto de cabos - maceió - alagoas - iluminação - segurança

 

Ousadia e Reposição

Os roubos geralmente acontecem em avenidas comuns da cidade, mas em agosto deste ano, 1.008 metros de cabos foram furtados bem em frente à sede do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), deixando a orla de Maceió sem iluminação.

O processo para repor um cabo que foi removido ou danificado é muito mais complexo do que se imagina, como explicou o gestor da Sima, Frederico Lins:

 

“Quando acontece esse tipo de ação, não é só repor os cabos furtados, porque acontecem curtos-circuitos que sobrecarregam o sistema e queimam as lâmpadas e os reatores” – Frederico Lins

 

Geralmente, os cabos de energia são furtados devido ao cobre em sua constituição, que possui um certo valor de revenda. Diante desse cenário, um sistema de monitoramento inteligente poderia ser uma alternativa para evitar mais prejuízos para a cidade.

Em Indaiatuba, no interior de São Paulo, o sistema de monitoramento inteligente vem se mostrado eficiente em reduzir o índice de criminalidade na região. O investimento na tecnologia ajudou a reduzir o número de homicídios em 44% e em 20% o número de furtos no município.

 
 

Maceió registra prejuízo de mais de R$ 390 mil por furto de cabos

FacebookTwitterWhatsAppLinkedInCopy LinkPrintShare
maceió - iluminação - segurança - furto de cabos - prejuízo furto de cabos

Já foram feitas 17 reposições só este ano. Imagem: Wikimedia Commons

 

A iluminação pública tem se tornado cada vez mais essencial para a população. Além de proporcionar uma sensação de segurança para quem caminha durante a noite, ela ajuda a prevenir acidentes de trânsito, além de deixar a cidade mais bonita. Entretanto, a cidade de Maceió, em Alagoas, atravessa um período obscuro com relação a esse assunto.

Desde o início deste ano, o furto de cabos na capital alagoana já rendeu um prejuízo de mais R$ 390 mil. Foram registradas 17 reposições de cabos devido a furtos ou por terem sido danificados e, de acordo com a Superintendência Municipal de Energia e Iluminação Pública (Sima), o valor acumulado para o ano já é de R$ 391.134,00.

Infelizmente, o município se encontra em uma situação delicada, devido as metragens dos cabos furtados, que variam de 120 metros até 2.560 metros.

furto de cabos - maceió - alagoas - iluminação - segurança

 

Ousadia e Reposição

Os roubos geralmente acontecem em avenidas comuns da cidade, mas em agosto deste ano, 1.008 metros de cabos foram furtados bem em frente à sede do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), deixando a orla de Maceió sem iluminação.

O processo para repor um cabo que foi removido ou danificado é muito mais complexo do que se imagina, como explicou o gestor da Sima, Frederico Lins:

 

“Quando acontece esse tipo de ação, não é só repor os cabos furtados, porque acontecem curtos-circuitos que sobrecarregam o sistema e queimam as lâmpadas e os reatores” – Frederico Lins

 

Geralmente, os cabos de energia são furtados devido ao cobre em sua constituição, que possui um certo valor de revenda. Diante desse cenário, um sistema de monitoramento inteligente poderia ser uma alternativa para evitar mais prejuízos para a cidade.

Em Indaiatuba, no interior de São Paulo, o sistema de monitoramento inteligente vem se mostrado eficiente em reduzir o índice de criminalidade na região. O investimento na tecnologia ajudou a reduzir o número de homicídios em 44% e em 20% o número de furtos no município.

Categorias: Resiliência e Segurança.
 

Leia também